segunda-feira, 8 de junho de 2015

Jardim: O jardim de Bruno Torfs





As fotografias registam para a sempre instantes únicos da realidade, uma realidade que nunca mais será certamente a mesma.Hoje vamos divagar pela arte de Bruno Torfs.




Nascido na America do Sul, Bruno Torfs ainda jovem muda-se com os pais para a Europa. Anos mais tarde, já casado decidiu viajar e instalar-se na Austrália com a sua familia, para dar vida e forma a um sonho, o de criar um jardim especial, um jardim com esculturas executadas por si.


 


Em Melbourne encontrou o lugar perfeito, uma pequena aldeia vitoriana em Marysville. As belissimas florestas sub-alpinas dos arredores foram o cenário ideal para o plano de Bruno e, felizmente, a propriedade que ele comprou tinha anexada uma grande parte da floresta tropical. 






Num ambiente de floresta exuberante criou uma colecção de personagens feitas de argila completamente inesquecíveis.





O seu jardim foi aberto ao público após cinco meses de árduo trabalho, tendo começado apenas com 15 esculturas de terracota. 




Também na propriedade foi criada uma galeria que abrigava mais de 200 obras de arte, que incluíam pinturas a óleo, desenhos e outras esculturas mais pequenas. 






As esculturas de terracota encontravam-se disseminadas por todo o lado, fundindo-se na natureza. A exposição de Bruno ia sendo regularmente acrescentada com novas peças de arte. Mais de uma centena de figuras com diferentes formas desde crianças, animais fantásticos, fadas, duendes e outros seres incríveis que pareciam ter saído dos contos de fadas, povoavam o jardim. 






Este artista criou um mundo rico de fantasia e beleza derivado da sua perspicaz imaginação e inspirado pelas suas viagens a algumas intrépidas e remotas regiões do mundo.





Infelizmente, no dia 7 de Fevereiro de 2009 um incêndio florestal abateu-se sobre o seu município, o estado de Vitória na Austrália, o que causou a perda de muitas vidas, tendo as suas esculturas e milhares de casas ficado também reduzidas a pó.






O sonho tinha de começar novamente, com a ajuda de familiares e amigos limpou o terreno, replantou árvores, a natureza foi lentamente regenerando-se e o verde voltou. Conseguiu recuperar algumas das suas obras e com a força da sua perseverança, Bruno abriu novamente o seu jardim em Novembro de 2011, bem como a nova galeria. 





As obras de arte do escultor e pintor de Bruno Torfs continuam a trazer alegria e inspiração a quem se depara com elas. As suas esculturas misturam a técnica da cera com a utilização de material encontrado no próprio bosque como pedras, galhos, troncos caídos ou musgos, integrando-se assim plenamente no ambiente que as rodeia, como se dele fizem-se parte integrante desde o inicio.







A arte da fotografia aliou-se à arte de Bruno capturando a magia e beleza das suas obras para toda a eternidade. 




Para mais informações visite o seu site pessoal: Brun’s Art





Fontes e Fotos: http://www.brunosart.com/; http://thewondrous.com/; outros net


quarta-feira, 3 de junho de 2015

Singapore Botanic Gardens


Foto: Panoramio_Aleksandra

Hoje escolhi um Jardim bem distante para irmos divagar, o Jardim Botânico de Singapura.


Foto: TrekEarth_Snunney

Foto: fabulouslybroke.com

O Singapore Botanic Gardens é um espaço com 74 hectares, possuí uma faixa de floresta tropical virgem, três lagos, esculturas espalhadas pelos jardins e belissimas paisagens.


Foto: Wikipedia_Velela


É um jardim botânico único no mundo, pois abre as suas portas a partir de 05:00 da manhã até à meia-noite, todos os dias do ano.
Não cobra dinheiro pela entrada, a não ser para o National Orchid Garden (Jardim Nacional das Orquídeas).

Foto: traveljournals.net


O primeiro "Jardim Botânico e Experimental" em Singapura foi criado em 1822, em Government Hill por Sir Stamford Raffles, tendo sido fechado em 1829 depois da morte deste.


Foto:journeyswithintravelblog.com

O actual jardim foi fundado pela Agri-Horticultural Society em 1859 em Tanglin. Laurence Niven foi contratado como superintendente e designer de paisagens para transformar o que eram, essencialmente, plantações de mato e um enorme emaranhado de floresta virgem num parque público.


Foto: TrekEarht_hydeto

O layout dos Jardins como é hoje é em grande parte baseado no projecto de Niven.


Foto: Panoramio_Aleksandra


A salientar neste maravilhoso jardim:

National Orchid Garden

Um dos grandes destaques do jardim botânico é o National Orchid Garden, com a maior exposição de orquídeas tropicais no mundo. Desde 1859, as orquídeas têm sido intimamente associadas com o Jardim Botânico de Singapura. O design de muitas das suas orquídeas é, podes se dizer, 'feito à mão' pelos técnicos do jardim, dedicados a criar os mais belos híbridos.

Mais de 1.000 espécies e 2.000 híbridos são encontrados na colecção do Jardim. Todos os anos, são adicionados híbridos vibrantes e duradouros. Para que todos possam admirar e desfrutar da sua riqueza, diversidade e beleza, o Jardim Nacional das Orquídeas oferece numa vitrine permanente, a maior exposição de orquídeas tropicais no mundo.




Lady Yuen-Peng McNeice Bromélia House
Nomeado em homenagem ao seu patrocinador, a Casa Bromélia apresenta plantas da família Bromeliaceae, que inclui o abacaxi. A coleção exclusiva de bromélias em exposição foi adquirida da Shelldance Nursery nos Estados Unidos em 1994.


Foto: aneverlastingtropicaleden.blogs


Tan Hoon Siang Misthouse
O misthouse contém uma colorida coleção de diferentes híbridos, bem como uma pequena coleção de orquídeas perfumadas como Vanda Mimi Plamer.


Foto: Panoramio_samaee


Coolhouse
O Coolhouse tenta recriar o ambiente de uma floresta tropical das montanhas e tem orquídeas que normalmente só são encontrados nas regiões serranas tropicais.

Ginger Garden
Localizado também ao lado do Jardim Nacional de Orquídea, este jardim de um hectare reúne membros da família Zingiberaceae. Contém mais de 250 espécies de membros da família Zingiberaceae e seus parentes. Muitos têm formas vegetais surpreendentemente interessantes, belas folhas e flores muito atraentes.

Palm Valley
O Palm Valley é a casa da coleção de palmeiras do Jardim Botânico com mais de 115 géneros e mais de 220 espécies.

Symphony Lake
O Symphony Lake, é o cenário para concertos, que são realizados por orquestras locais e internacionais.


Foto: Wikipedia_ SengKang


Evolution Garden
O Jardim Evolução tem uma área de 1,5 hectares, dedicada a contar a história da evolução da vida vegetal na Terra ao longo dos tempos.


Foto: Wikipedia_SengKang


Swan Lake
O Lago dos Cisnes foi adicionado como um recurso para o Jardim Botânico, em 1866. A sua ilha tornou-se uma faceta atemporal da paisagem dos jardins.


Foto: Panoramio_cvogt


Swan Lake Gazebo
O mirante do Lago dos Cisnes, é um abrigo de jardim vitoriano feito em ferro fundido. Foi construído na década de 1850 noutro local e foi transferido para junto do Lago dos Cisnes, em 2001.


Foto: fabulouslybroke.com


Sun Garden
Este jardim exibe plantas suculentas e outras plantas de regiões áridas. Aqui se encontra a linda escultura “Passing of Knowledge” (2003) do escultor Victor Tan Wee Tar.


Foto: sadhanayogapilates.wordpress.com


Bandstand
O Bandstand é um coreto construído no início dos anos 1860 como um ponto focal do projeto da paisagem original do Singapore Botanic Gardens. A atual estrutura octogonal foi construído em 1930. Embora já não sendo utilizado para a música, o Coreto continua a ser uma das características mais conhecidas do Jardim.

Bougainvilleas
As Boganvilias são trepadeiras lindas, descobertas em 1768 pelo explorador francês Louis Antoine de Bougainville (1729-1811), neste jardim elas são espectaculares, existindo mais de 50 híbridos.

EcoLake
O Eco-Lake, com margens irregulares e sinuosas, tem uma atmosfera suave e natural. É o lar de muitas especies de aves, incluindo os cisnes negros nativos da Austrália.


Foto: Wikipedia_ Sengkang


Para realçar ainda mais a beleza destes jardins encontram-se espalhadas várias Esculturas.


Foto: www.infobarrel.com_Daniel ramirez

Foto: Wikipedia_Jappalang


Três destas esculturas em bronze são da autoria de Sydney Harpley e foram oferecidas ao Jardim por um antigo Embaixador de França. As belíssimas esculturas são dedicadas às crianças de Singapura.

Foto: Wikipedia_CATHERINE


Site Oficial: Singapore Botanic Gardens

Fontes e Fotos: Wikipedia; http://www.oddee.com/; http://www.mountainsoftravelphotos.com/Singapore/; http://www.infobarrel.com/; http://nexttriptourism.com/singapore-botanic-garden-is-amazing/; http://www.mydestination.com/singapore/;fabulouslybroke.com; journeyswithintravelblog.com; TrekEarth; Panoramio; Flickr; ginger garden_mygola.com; outros


* Fotos: Net
As fotografias sem indicação dos autores é porque não os consegui identificar. Se forem suas, por favor queiram contactar-me que colocarei imediatamente o seu nome, ou retiro-as se for esse o seu desejo. Não é de maneira nenhuma minha intenção quebrar direitos de autor.

Photographs without the authors’ names are because I could not identify them. If they are yours, please contact me and I will put immediately your name, or remove them, if that is your wish. It is not my intention to break authors rights.


Foto: Flickr_Narin


Viajar é alargar os nossos horizontes, é conhecer novas culturas, novos locais, paraísos perdidos que nos fascinam e encantam e se não o podemos fazer fisicamente, podemos sempre fazê-lo através da fotografia e da leitura, essa será a nossa viajem virtual!
Topo