quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Daylily - Lírio de um dia




Esta linda flor é comummente denominada lírio de um dia, apesar de não ser um lírio verdadeiro. O seu nome Hemeroccallis, tem a sua raiz no grego, significando dia e beleza, ou seja, beleza de um dia, fato que se refere à duração de apenas um dia de suas flores. É uma planta de florescência no género Hemerocallis, da família Asphodelaceae. Existem milhares de cultivares. 


Hemerocallis fulva 'Kwanso' 



Hemerocallis é nativa da Eurásia, nativas da Europa, China, Coreia e Japão. Este género é popular em todo o mundo por causa das vistosas flores, da sua versatilidade e da sua resistência. 




São plantas perenes, cujo nome alude às flores que tipicamente não duram mais de 24 horas. As flores da maioria das espécies abrem no início da manhã e murcham à noite, sendo substituídas por uma ou mais flores na mesma inflorescência no dia seguinte.




Têm folhas cor verde brilhante, lanceoladas longas e arqueadas.




As flores normais (single daylily) tem três pétalas e três sépalas, cada uma com uma nervura central na mesma cor básica ou uma cor diferente. A parte mais central da flor, chamada de garganta, geralmente é de uma cor diferente. Cada flor geralmente tem seis estames, cada um com uma antera de dois lobos.





É muito apreciada no paisagismo, em jardins, bordaduras, canteiros, ou formando maciços conjuntos. São também muito utilizadas ​​como flores de corte para arranjos florais.





Apreciam uma exposição direta ao sol, solos bem drenados, é tolerante à solos pobres, à climas muito quentes (verões rigorosos) e à falta de humidade.





Texto explicativo: wikipedia
Fotos: Pessoais 
 
 

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Roselha-Grande (Cistus albidus)




A Roselha-grande é uma espécie de planta com flor pertencente à família Cistaceae.




Tem como o nome científico Cistus albidus, sendo conhecida entre outros nomes comuns por Roselha; Roselha-grande; Roselha-maior.





É um arbusto muito ramificado e compacto que atinge cerca de 1 m de altura, sendo as suas folhas de cor verde prateado. As flores são cor-de-rosa.




Por ser muito ornamental é bastante utilizado paisagisticamente.




Fotos: Pessoais

Lantanas




As lantanas são originárias da Índia e nativas das regiões tropicais das Américas e África. Existem cerca de 530 espécies diferentes. Algumas espécies são invasivas tendo colonizado novas áreas através de dispersão de sementes por pássaros. Pertencem à família Verbenaceae ou verbenáceas, sendo conhecidas também por: Cambará-de-jardim, lantana-cambará, verbena-arbustiva, cambará-miúdo, cambará-de-cheiro, camarazinho.





Tem um ciclo de vida perene, é uma espécie muito versátil incluindo plantas herbáceas e arbustos, podendo atingir até 2 m de altura.

A flor da lantana tem como significado a aceitação dos outros pelo que são, com todos os defeitos e virtudes.






As inflorescências são compostas de numerosas flores agrupadas em hastes florais aromáticas e florescem quase todo o ano. Apresentam várias cores, com destaque para as cores vermelha, amarela, laranja e branca. Atraem agentes polinizadores como borboletas, pássaros e insetos. 





Devido ao multicolorido das suas flores e à sua resistência são muito utilizadas no paisagismo, podendo ser utilizadas em canteiros, maciços e bordaduras.






Solo e regas: solo fértil, arenoso e rico em matéria orgânica. As regas devem ser frequentes nos primeiros meses após o plantio e uma vez por quinzena quando não chover.

Luz e Temperatura: Devem ser cultivadas a pleno sol. Gosta de clima quente e húmido.

É necessário ter em ATENÇÃO que as bagas da lantana são tóxicas.





Texto Explicativo: Wikipedia; http://www.mundodeflores.com/; http://www.floresnaweb.com/; http://www.jardineiro.net; outros net.

Fotos: Pessoais

domingo, 23 de setembro de 2018

Spiraea japonica Little Princess




Com lindas flores rosa, a Spiraea japonica Little Princess pertence à família Rosaceae. É originária da China, Coreia e do Japão.





É também conhecida por Spirea Japonesa, Spirea da Coreia e Spirea Bumalda. São plantas arbustivas de folha caduca. São arbustos densos e baixos sendo a altura média de 60 cm, no solo as hastes podem atingir 1 metro. As suas inflorescências são compostas de muitoas pequenas flores em tons de rosa que florescem nas extremidades dos rebentos.




Gostam de sol pleno, solo bem drenado e regas moderadas. Não é uma planta muito exigente. De lindo efeito paisagistico pode ser utilizado em bordaduras, ao longo de acminhos ou como sebe.




Texto explicativo: Wikipedia, outros net
Fotos: pessoais


sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Orgulho-da-Madeira




Com lindas flores roxas, o Orgulho-da-Madeira é uma espécie de planta com flor pertencente à família Boraginaceae. É originária da Ilha da Madeira, tem como nome científico, Echium candicans, sendo conhecida popularmente como Orgulho-da-madeira, Massaroco, Soajos.




São plantas arbustivas perenas, o seu tamanho pode ir de 1,5 m a 2.5 m. A sua inflorescência é uma espiga, que chega medir 60cm, repleta de flores de cor roxa ou azul, com estames vermelhos.




Gostam de sol pleno, solo bem drenado e regas moderadas. Não é uma planta muito exigente e resiste muito bem a ventos, podendo por isso ser utilizada em zonas litorais e jardins rochosos . Podem ser utilizadas em bordaduras, vasos ou jardineiras.




Texto explicativo: Wikipedia, outros net
Fotos: António Rodrigues (marido)


quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Wilson's Bird-of-paradise – Uma ave de cores exuberantes


O Ave-do-paraíso-de-Wilson (Wilson's Bird-of-paradise), Cicinnurus Respublica, é uma lindissima ave de cores exuberantes.




Endêmica da Indonésia, encontra-se NAS colinas e florestas baixas das ilhas Waigeo e Batanta da Papua Ocidental.




Da família Paradisaeidae, é um passaro pequeno, que pode ter até 21 cm de comprimento. A sua dieta consiste principalmente de frutas e pequenos insetos.




O macho é vermelho e preto, com um manto amarelo no pescoço, boca verde claro, pés azuis e duas penas da cauda curvas violeta. A cabeça é azul, com padrão de cruz preta sobre ela.

No campo as penas azuis na coroa da cabeça da ave são tão nítidas que a ave é claramente visível à noite.



A fêmea tem uma cor mais discreta, sendo em tons de castanho mas também com o padrão de cruz sob o azul da cabeça, este em tons mais suaves.




O controverso nome científico da espécie foi dado por Charles Lucien Bonaparte, sobrinho de Napoleão e um idealista republicano, que descreveu o pássaro a partir de uma amostra muito danificada comprada pelo ornitólogo britânico Edward Wilson. Em 1863, o zoólogo alemão Heinrich Agathon Bernstein descobriu onde era o habit desta magnifica ave, Waigeo.

Fontes e Fotos: Wikipedia; http://www.arkive.org/wilsons-bird-of-paradise/cicinnurus-respublica/; outros.



“Sede como os pássaros que, ao pousarem um instante sobre ramos muito leves, sentem-nos ceder, mas cantam! Eles sabem que possuem asas.” Victor Hugo

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Os exuberantes Peixes BETTA




Os Bettas são peixes lindos, pequenos e coloridos da família Osphronemidae.


Foto: http://animalli.com


São originários do Sudeste Asiático - da bacia Mekong do Laos, Camboja, Vietnam e Tailândia. O peixe pode ser encontrado em águas permanentes de canais, arrozais e planícies de inundação.


Foto: http://animalli.com


Pertencem à família Osphronemidae. Estão descritas mais de 60 espécies de Betta, mas a espécie mais comum é o Siamese fighting fish (Betta splendens), o peixe-lutador.


Foto: http://animalli.com


É também conhecido como peixe de briga siamês' (Brasil)ou lutador (Angola) ou Combatente (Portugal) devido à sua agressividade contra peixes da mesma espécie. Esta agressividade verifica-se predominantemente entre machos da espécie, de modo que, um macho colocado junto a peixes de espécies dóceis convive sem problema. Por outro lado, se colocadas em aquários pequenos, mesmo as fêmeas se tornam agressivas, com uma delas, geralmente a maior, assumindo o papel dominante e agredindo as demais.


Foto: http://animalli.com

Foto: http://animalli.com


Na sua forma selvagem os Bettas apresentam uma coloração discreta (cor acastanhada) que se confunde com o meio ambiente e com alguns tons de vermelho e azul nas barbatanas, são menores e menos agressivos que as formas domésticas. Na natureza podem ser encontrados nas bermas dos campos de arrozais, regatos, e pequenos lagos. O sistema social desta espécie é um sistema territorial em que durante a época de reprodução (época das chuvas) os machos defendem um território formado em redor de um "ninho-bolha", que eles próprios constroem e mantém. As fêmeas visitam os machos que as cortejam até estas libertarem os ovos. Em seguida e após a fertilização, os machos colocam os ovos no ninho e expulsam as fêmeas do território. 


Foto: http://animalli.com

Foto: http://animalli.com


Este peixe tem a particularidade de respirar o ar atmosférico, graças a órgãos chamados de labirintos, que fazem com que o ar passe bem próximo da corrente sanguínea dele, proporcionando a troca de oxigênio com o sangue por meio de difusão. Por este motivo, os Bettas podem viver em águas pobres em oxigênio, mas não poluídas.


Foto: http://animalli.com

Foto: http://animalli.com


Apesar de muitas espécies de Betta serem comuns (e a B. splendens ser encontrada em praticamente todo o mundo dos aquaristas) outras espécies encontram-se ameaçadas. A Lista Vermelha da IUCN classifica várias espécies de Betta como "vulneráveis" a B. livida encontra-se "em perigo" e as espécies B. miniopinna, B. persephone e B. spilotogena são consideradas "em perigo crítico" 


Foto: http://animalli.com

Foto: http://wallpapercraft.net


Texto: Wikipedia
Fotos: http://animalli.com; htpp:// wallpapercraft.net



Topo