terça-feira, 30 de maio de 2017

Planta-Jade (Crassula Ovata)




A planta-jade é originária de África do Sul. O seu nome científico é Crassula ovata, tendo como nomes comuns para além de Planta-jade, Bálsamo-de-jardim e Árvore-da-amizade. Pertence à família Crassulaceae.






É uma planta perene e suculenta. O caule é robusto e muito ramificado e as folhas são suculentas e de cor verde-jade.






As suas flores são muito abundantes, de cor branca ou rosa, pequeninas em forma de estrela e perfumadas. Floresce no inverno e primavera.







Quando plantada em vasos, a planta-jade torna-se uma árvore em miniatura.






De cultivo fácil ela pode ser utilizada no interior ou no exterior das casas. Apreciam sol direto mas também se adaptam a meia sombra, os solos devem ser bem drenados. Regar só quando o solo estiver seco, excesso de água faz as folhas cairem e os caules apodrecerem.






E esta foi a visitinha que recebi logo de manhã




Texto explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoais

sábado, 20 de maio de 2017

Azálea – A flor que representa a “Alegria de amar”




As Azáleas são originárias do Japão e da China e as suas flores são o símbolo chinês da feminilidade. Têm como significado a elegância, a felicidade, a “Alegria de amar”.




Elas dão vida e cor a qualquer local onde estejam, podendo ser usadas como plantas ornamentais em jardins formando cercas ou compondo maciços, alegrando corredores e entradas ou mesmo plantadas num vaso.




As plantas nativas foram levadas para a Holanda e Bélgica, onde foram melhoradas geneticamente. Como resultado, entre as variedades hoje comercializadas encontram-se flores de coloração vermelha, rosa, roxa, branca e combinações destas cores (mescladas).




Às vezes florescem onduladas ou abertas em forma de taça. São lindíssimas e alegram a alma de quem passa.




A tradução literal do grego “azálea” significa “seco”. Porque a azálea antes de florescer parece mais um arbusto com alguns ramos secos. Durante muito tempo os botões da azálea permanecem semi-fechados, como se estivessem a esconder a beleza dos olhares das pessoas. Mas depois florescem em cores vivas. Cada pé de azálea pode conter cerca de 500 flores, que duram cerca de 18 dias. Mas todas as plantas dão flor durante dois meses a dois meses e meio.




Um dos segredos do seu sucesso é que a floração ocorre justamente nos meses de Inverno e traz um pouco de colorido num período em que a maioria das plantas se encontra em repouso.

A Azálea é um arbusto de flores classificadas no género dos rododendros. Existem azáleas de folhas caducas e azáleas perenes.


Uma das diferenças principais entre as azáleas e as demais espécies de rododendros é o seu tamanho e o rescimento da flor. Os rododendros desenvolvem inflorescências, enquanto a maioria das azáleas têm flores terminais - uma para cada caule. Apesar disso, brotam tantos caules que durante as estações em que florescem formam uma sólida massa colorida.
A forma mais conhecida da sua utilização encontra-se nos jardins paisagísticos do Japão e da China.



Dicas de Cultivo:

Solo: por ser um arbusto rústico adapta-se bem a qualquer tipo de solo, porém, para produzir uma floração exuberante, o ideal é cultivá-la em solos ácidos enriquecidos com matéria orgânica. Em solos ricos em matéria orgânica nem é necessário adubações periódicas.


Regas: evitar o excesso de água nas regas, o ideal é fornecer água à planta apenas quando o solo apresentar-se seco, sem encharcar.


Luz: preferem locais levemente sombreados mas também podem ser cultivadas em plena luz solar. As azáleas não florescem dentro de casa e precisam de luz solar para crescerem bem. Para mantê-las em áreas internas, é necessário deixar as plantas fora de casa até que as flores se abram, aí podem ser levadas para dentro, mas é preciso que fiquem num local bem claro, próximo da janela.

Plantio: não é necessário plantá-las em covas exageradamente profundas pois as suas raízes são superficiais. As adubações para acelerar o crescimento são desaconselháveis pois podem produzir ramos muito longos e fracos com poucas flores. Uma boa cobertura morta após o plantio produz bom resultado no desenvolvimento das mudas novas.

Propagação: por estacas de galho

Floração: Inverno e início da Primavera

Podas: devem ser feitas assim que terminar a floração, retirando os galhos em excesso e cortando as pontas dos outros galhos, até chegar ao formato e tamanho que se pretende. Para aumentar a próxima floração, eliminar as pontas de todos os galhos que floresceram nesse ano.

Curiosidade:
A Azálea é relacionada deusa Minerva, deusa da sabedoria, da razão, das artes e da guerra.




Fontes: “Mundodeflores”, “Wikipedia”; “JardimdeFlores”,.”jardineiro.net”; “Flores guia”; “Floresnaweb”; “jardimdeflores”;"Informativoverde"; “portalmundodasflores” e Pessoais

Fotos: Pessoais

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Girassol




Linda, elegante e dourada como o sol.


Foto: hdwallpaperbackgrounds.net


São originárias da América do Norte e eram cultivadas pelos povos indígenas para alimentação. Pertencem à da família das Asteraceae e o seu nome científico é Helianthus annuus, cujo significado é “flor do sol”.


Foto: desktopwallpapers4.me


A flor de girassol significa fama, sucesso, sorte e felicidade.


Foto: wallpaperfullscreen.com

Foto: wallpapersonweb.com


O girassol é uma planta cujo caule pode atingir os 3 metros de altura. Pode ter várias utilizações, as suas sementes podem ser utilizadas para alimentação de aves e de outros animais e delas também é extraído o óleo de girassol.

A sua flor é comercializada como flor de corte.


Foto: Pessoal


Foi imortalizada na pintura de Vincent van Gogh “Os Girassóis”.

Foto: Wikipedia


Possui a particularidade de ser heliotrópica, ou seja, gira o caule sempre posicionando a flor na direção do sol.


Foto: www.freewhd.com


Fontes e Fotos: Wikipedia; http://www.significados.com.br; www.freewhd.com; wallpapersonweb.com; desktopwallpapers4.me; hdwallpaperbackgrounds.net; wallpaperfullscreen.com



sexta-feira, 12 de maio de 2017

Gloxínia uma flor encantadora


As gloxínias (Sinningia speciosa) são flores de uma extraordinária beleza tendo como significado “amor à primeira vista”. 
 



São plantas exóticas, com folhas e pétalas aveludadas, e de cores intensas e exuberantes.



Pelas suas características, incluindo o tamanho das suas grandes flores aveludadas que pode chegar a 10 centímetros de diâmetro, e da sua folhagem, também grande  e aveludada e de forma oval e muito vistosa, é uma planta de grande valor ornamental, sendo muito utilizada na decoração de interiores.


Originária das matas tropicais do Brasil, esta herbácea tuberosa foi cultivada primeiramente na Europa, onde recebeu o nome de Sinningia em homenagem a W. Sinning, horticultor alemão e passou por diversos cruzamentos.


Intensamente colorida em tons avermelhados, rosados, alaranjados e arroxeados, a gloxínia ainda pode ser encontrada em variações que alternam a cor vinho ou púrpura, por exemplo, com as bordas das pétalas esbranquiçadas.


Floresce praticamente o ano inteiro. Apesar disso, ela passa por um período de dormência, todos anos, quando parece ficar seca, sem produzir folhas ou flores. Durante esse período de descanso, recomenda-se diminuir as regas gradualmente, até que a planta seque por completo. Os tubérculos permanecerão em dormência pelo período de um a três meses, sendo que a terra deve ficar apenas levemente húmida. Após esse tempo, pequenos brotos começam a surgir, dando sinais de que o descanso acabou e a planta está pronta para retomar o seu crescimento.

.

Cuidados:

Solo: recomenda-se solo poroso, podendo-se usar como base a seguinte mistura: 1 parte de terra, 2 partes de composto orgânico, 1 parte de areia grossa e 1 parte de farinha de ossos.



Regas: É preciso cuidado com o excesso de água: muita humidade contribui para a proliferação de fungos e insectos, que costumam alojar-se nos brotos novos e na parte de baixo das folhas. Durante as regas, recomenda-se não molhar as pétalas, que mancham facilmente, ficando sujeitas ao ataque de doenças. No caso de ataques, recomenda-se lavar a parte afectada com água morna e sabão neutro e, depois, enxaguar. Folhas e pétalas murchas ou muito atacadas devem ser removidas.




Luz: a gloxínia necessita de muita luminosidade para se desenvolver bem, mas não tolera a exposição directa aos fortes raios de sol. Locais próximos a janelas, onde possa receber luz e calor pela manhã e à tarde, são ideais para esta planta.


Temperatura e hunidade: entre 22 a 24 graus C e nível médio de humidade.
Um método simples para irrigação: encher o fundo de um recipiente grande e largo com cascalhos e colocar os vasos com as gloxínias sobre esta camada; em seguida por água no recipiente e deixar que a terra absorva a humidade necessária.


Multiplicação ou Propagação: Bolbos, sementes ou por meio da divisão de tubérculos ou estaquia das folhas é possível obter novos e saudáveis exemplares.



Floração: floresce praticamente o ano todo, alternando períodos de dormência.



Dicas
• Não molhe as folhas e hastes para evitar o apodrecimento.
• Remova folhas e flores mortas.
• Adube mensalmente durante o período de crescimento.
• Logo após a floração, deixe a planta em repouso por 2, 3 ou 4 meses.
• Diminua as regras de adubação. Após esse período, replante novamente a muda.




Fontes e Fotos: “Mundodeflores”, “Wikipedia”; “JardimdeFlores”,.”jardineiro.net”; “Flores guia”; “Floresnaweb”; “jardimdeflores”;"Informativoverde"


"Nós podemos conceber o que a humanidade seria se não conhecesse as flores?" ( Maurice Maeterlinck )

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Alegria na Casa - Impatiens




A alegria da casa (Impatiens walleriana) pertence à familia das Balsamináceas.








Sempre me lembro desta planta existir na casa na minha mãe e mais tarde levei também um vasinho para a minha casa. As fotos que apresento são de um Jardim em Macau e de uma planta que tenho na minha varanda.






É conhecida entre outros nomes comuns por: Alegria da casa, Maria sem vergonha, Não me toques, Balsamina e Beijinhos.






É uma planta herbácea perene.  Existem diversas variedades. As suas flores são solitárias na ponta dos ramos, simples mas vistosas, podendo ser de diversas cores como vermelho, branco, rosa. Floresce quase todo o ano.








Deve ser cultivada a meia sombra, solo fértil, regas moderadas mais intensas no verão e mais espaçadas no inverno evitando molhar as flores. Não tolera geadas.






É uma planta de fácil cultivo e que fica linda em bordaduras, formando maciços, em canteiros ou floreiras. 






Fotos: Pessoais
Texto explicativo: Wikipedia
Topo