quarta-feira, 25 de julho de 2018

PANDAS em MACAU




Na nossa visita a Macau fomos visitar como já anteriormente falei o Parque Seac Pai Van em Coloane, onde a sua principal atrações são os seus dois bebés:





Jian Jian e Kang Kang, trepam para os troncos, andam pela vegetação e brincam.






Os panda-gigantes são mamíferos, têm manchas negras à volta dos olhos, membros, orelhas e uma faixa que atravessa os ombros. É capaz de escalar e usar como refúgio árvores ocas ou fendas de rochas, mas não estabelece tocas permanentes. Por esta razão, os pandas não hibernam preferindo deslocar-se para regiões e altitudes com temperaturas mais quentes.







Estão confinados ao centro-sul da China. Habitam as florestas temperadas montanhosas com densos bambuzais, principalmente do gênero Sinarundinaria, entre altitudes de 1 200 a 4 100 metros de altitude. Em 2016 exitiam cerca de 2200 pandas, dos quais 400 em cativeiro, incluindo em jardins zoológicos.







Apesar de pertencerem à ordem dos Carnívoros e terem um sistema digestivo e genético de carnívoro, os pandas possuem hábitos herbívoros, alimentando-se quase que exclusivamente das folhas de bambus. O panda gigante consome, em média, de 9 a 14kg de bambu por dia. Em cativeiro a sua dieta consiste em bambu, cana-de-açúcar, mingau de arroz, biscoitos especiais ricos em fibras, cenoura, maçã e batata-doce.




A baixa taxa de natalidade, a alta taxa de mortalidade infantil e a destruição de seu ambiente natural colocam o panda sob ameaça de extinção. Em 2016 o panda-gigante foi reclassificado na lista vermelha da IUCN como uma espécie vulnerável e não mais ameaçada por causa do aumento da população e dos esforços de conservação.




Fotos: Pessoais
Texto explicativo: Wikipedia

segunda-feira, 23 de julho de 2018

Jasmim Amarelo




Jasmim-amarelo é um arbusto originário da China. Pertence à família Oleaceae e o seu nome científico é Jasminum mesnyi sendo conhecidos como Jasmim-amarelo ou Jasmim-primulino.





É um arbusto escandente, com ramagem densa, de crescimento rápido. Os seus ramos são semi-lenhosos, longos e pendentes podendo ter uma queda de mais de 3 metros de comprimento.





A floração ocorre ao longo da ramagem, podem ser flores dobradas ou semi-dobradas, solitárias, e de cor amarela.




Deve ser cultivada a pleno-sol ou meia-sombra. As podas devem ser feitas no período de declínio da floração, ao fim do outono. Se for plantado num pequeno espaço terá de ser podado várias vezes ao ano.




Pode ser utilizado como cerca-viva, arbusto informal ou trepadeira, se lhe for tiver um suporte adequado.





Texto explicativo: Wikipedia
Fotos: Pessoais

sábado, 21 de julho de 2018

🌻 Agapantos




São originárias da África do Sul, encontrando-se dissemindas por todo o mundo. O seu nome científico é Agapanthus africanus e é o único género da subfamília Agapanthoideae da família de plantas com flor Amaryllidaceae.






São plantas perenes. As suas folhas nascem em tufos, têm um comprimento que pode ir até 60 centímetros e uma cor verde muito brilhante. As folhas vão crescendo ao longo de todo o ano.






As suas inflorescências despontam no topo de caules que podem atingir 90 cm de altura. Podem ser de cor azul, lilás ou branca.








Apreciam uma exposição direta ao sol, solos ricos em matéria orgânica e bem drenados, regas duas vezes por semana.






É muito utilizado no paisagismo, podendo ser utilizada em vasos, floreiras ou em maciços a ladear caminhos.






No seu país de origem é conhecida como a flor do amor.




Texto explicativo: Wikipedia e outros net
Fotos: Pessoais

quarta-feira, 18 de julho de 2018

🌼 Pé-de-burrico-dos-cabelos




Conopodium marianum é uma espécie de planta com flor pertencente à família Apiaceae.






Endémica da Península Ibérica, é conhecida entre outros nomes comuns por pé-de-burrico-dos-cabelos ou trangulho-dos-cabelos. 






É uma planta que cresce de forma silvestre e esporádica em terrenos arenosos, matos, campos abandonados, bermas de caminho, terrenos incultos. 






Fotos: Pessoais
Texto: Wikipedia



Topo