quarta-feira, 25 de julho de 2018

PANDAS em MACAU




Na nossa visita a Macau fomos visitar como já anteriormente falei o Parque Seac Pai Van em Coloane, onde a sua principal atrações são os seus dois bebés:





Jian Jian e Kang Kang, trepam para os troncos, andam pela vegetação e brincam.






Os panda-gigantes são mamíferos, têm manchas negras à volta dos olhos, membros, orelhas e uma faixa que atravessa os ombros. É capaz de escalar e usar como refúgio árvores ocas ou fendas de rochas, mas não estabelece tocas permanentes. Por esta razão, os pandas não hibernam preferindo deslocar-se para regiões e altitudes com temperaturas mais quentes.







Estão confinados ao centro-sul da China. Habitam as florestas temperadas montanhosas com densos bambuzais, principalmente do gênero Sinarundinaria, entre altitudes de 1 200 a 4 100 metros de altitude. Em 2016 exitiam cerca de 2200 pandas, dos quais 400 em cativeiro, incluindo em jardins zoológicos.







Apesar de pertencerem à ordem dos Carnívoros e terem um sistema digestivo e genético de carnívoro, os pandas possuem hábitos herbívoros, alimentando-se quase que exclusivamente das folhas de bambus. O panda gigante consome, em média, de 9 a 14kg de bambu por dia. Em cativeiro a sua dieta consiste em bambu, cana-de-açúcar, mingau de arroz, biscoitos especiais ricos em fibras, cenoura, maçã e batata-doce.




A baixa taxa de natalidade, a alta taxa de mortalidade infantil e a destruição de seu ambiente natural colocam o panda sob ameaça de extinção. Em 2016 o panda-gigante foi reclassificado na lista vermelha da IUCN como uma espécie vulnerável e não mais ameaçada por causa do aumento da população e dos esforços de conservação.




Fotos: Pessoais
Texto explicativo: Wikipedia

Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo