segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Lantanas




As lantanas são originárias da Índia e nativas das regiões tropicais das Américas e África. Existem cerca de 530 espécies diferentes. Algumas espécies são invasivas tendo colonizado novas áreas através de dispersão de sementes por pássaros. Pertencem à família Verbenaceae ou verbenáceas, sendo conhecidas também por: Cambará-de-jardim, lantana-cambará, verbena-arbustiva, cambará-miúdo, cambará-de-cheiro, camarazinho.





Tem um ciclo de vida perene, é uma espécie muito versátil incluindo plantas herbáceas e arbustos, podendo atingir até 2 m de altura.

A flor da lantana tem como significado a aceitação dos outros pelo que são, com todos os defeitos e virtudes.






As inflorescências são compostas de numerosas flores agrupadas em hastes florais aromáticas e florescem quase todo o ano. Apresentam várias cores, com destaque para as cores vermelha, amarela, laranja e branca. Atraem agentes polinizadores como borboletas, pássaros e insetos. 





Devido ao multicolorido das suas flores e à sua resistência são muito utilizadas no paisagismo, podendo ser utilizadas em canteiros, maciços e bordaduras.






Solo e regas: solo fértil, arenoso e rico em matéria orgânica. As regas devem ser frequentes nos primeiros meses após o plantio e uma vez por quinzena quando não chover.

Luz e Temperatura: Devem ser cultivadas a pleno sol. Gosta de clima quente e húmido.

É necessário ter em ATENÇÃO que as bagas da lantana são tóxicas.





Texto Explicativo: Wikipedia; http://www.mundodeflores.com/; http://www.floresnaweb.com/; http://www.jardineiro.net; outros net.

Fotos: Pessoais

Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo