domingo, 16 de setembro de 2018

🌼 A Familia das Asteraceae - Margaridas e não só




A família das Asteraceae é uma das família botânica com o maior número de espécies entre as Magnoliophytas, que é também conhecida por Compositae ou compostas. São aproximadamente 50 000 espécies divididas em 900 géneros.




Entre os representantes da família estão o absinto (Artemisia absinthium), a alface (Lactuca sativa), o girassol (Helianthus annus), o crisântemo (Chrysanthemum sp.), a margarida (Bellis perenis) e muitas outras.




São planta herbáceas perenes, a sua folhagem depende do género bem como as suas flores que podem ser diversas cores.





Solo: Não são muito exigentes mas apreciam solos férteis, bem drenados e ricos em matéria orgânica.

Luz e temperatura: Gostam de muito sol e preferem zonas temperadas.





Genéro: Margaridas - Malmequeres
A espécie designada por Chrysanthemum leucanthemum ou Leucanthemum vulgare, designada também pelos termos populares de: bem-me-quer, bonina, margarida, margarita, margarita-maior, malmequer, malmequer-maior, malmequer-bravo ou olho-de-boi, é originária da Europa. O seu ciclo vital dura mais de um ano. As margaridas são na realidade inflorescências chamadas capítulo. Devem ser cultivadas a sol pleno e em solos ricos em matérias orgânicas.




Genéro: Osteospermum ecklonis - Margarida-do-cabo
Há cerca de 50 espécies, nativas de África. É uma planta de climas amenos e têm dificuldade em resistir em condições invernais ao ar livre. São muito utilizadas no paisagismo pois ficam lindas em jardins,  formando arbustos com muitas flores.






• Genéro: Serralha - Sonchus oleraceus



• Genéro:Glebionis coronarium



• Genéro:Gazania rigens 



• Genéro: Galactites tomentosa 



• Genéro: Coleostephus myconis





Texto explicativo: wikipedia; http://www.loja.jardicentro.pt/; outros net

Fotos: Pessoais

Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo