quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Os jardins do Palácio de Linderhof


Os belíssimos jardins que rodeiam o Palácio Linderhof em Bavaria na Alemanha, são considerados uma das mais belas criações na história do desenho de jardins.


Wikipedia_GeorgeMatheus

O jardim cobre uma área com cerca de 50 hectares e está perfeitamente integrado na paisagem alpina natural que o rodeia, sendo a transição entre os jardins ornamentais e florestas de pinheiros e faia das Montanhas Ammergau.


Wikipedia_GeorgeMatheus

Linderhof, perto de Ettal, uma propriedade agrícola pertencente à Coudelaria militar Schwaiganger, era conhecida por Ludwig II das visitas que fazia com o seu pai, o rei Maximilian II para o pavilhão de caça real ao lado da propriedade Linderhof.


Foto: panoramio_de christophrudolf


O Rei Ludwig II fascinado com o mundo místico do Oriente e da idade romântica medieval da cavalaria, mas, sobretudo, pelo esplendor da corte Bourbon, tentou recriar em Linderhof o palácio e os jardins de Versalhe.


Panoramio_La dorada


Os esplêndidos caminhos que serpenteiam através dos grupos de faia, carvalhos e tílias e prados proporcionam ao visitante, com uma variedade cénica constante.


Foto: panoramio_de christophrudolf


O Projetista do jardim foi Carl von Effner. Com o seu talento, desenhou um jardim colorido, decorativo e eficaz, satisfazendo em pleno os requisitos Ludwig II .


Wikipedia_GeorgeMatheus

O parque combina elementos formais do estilo barroco ou de jardins do renascimento italiano, com secções paisagísticas semelhantes aos Jardins Ingleses.


Foto: Flickr.com

Os jardins formais estão subdivididos em cinco secções. Estas subdivisões estão decoradas com esculturas alegóricas dos continentes, das estações e dos elementos.



Foto: 1Zom.net

a parte norte é caracterizada por uma cascata de trinta degraus de mármore. O fundo da cascata é formada pela fonte de Neptuno, e no topo existe um Pavilhão de Música.

Foto: Panorâmio_christophrudolf



o centro do parterre ocidental é formado por um lago com com a figura dourada da "Fama". A oeste existe um pavilhão com o busto de Luís XIV. Em frente deste vê-se uma fonte com a escultura dourada do "Amor com golfinhos".

Foto: Gardenvisit.com

o parterre oriental tem canteiros ornamentais com alegorias dos quatro elementos ao longo dos lados que o ladeiam. A influência francesa é visível na escultura em pedra "Vênus e Adônis", na fonte com a figura dourada de "Amor disparando uma flecha" e no busto de pedra do rei Luís XVI da França.


Foto: panoramio_dsousa


o parterre de água em frente do palácio é dominado por um grande lago contendo a fonte dourada. A  água da fonte pode elevar-se até quase 22 metros de altura. A enorme árvore que perturba a geometria do projeto é uma tília cerca de 300 anos.


Foto: panoramio_Gisela


os jardins em terraço formam a parte sul do parque. No terreno do primeiro patamar encontra-se a "fonte de Náiade", a qual consiste em três lagos e nas esculturas de ninfas da água. No meio arco do nicho pode ver-se o busto de Maria Antonieta de França. Estes jardins são coroados por um templo redondo com a estátua de Vénus, formada a partir d euma pintura de Antoine Watteau (O embarque para Citera).



Foto: panoramio_nafani


Existem vários edifícios, de diferentes aparências, situados no parque:

Gruta de Vénus
O edifício é totalmente artificial e foi construído para o Rei como uma ilustração do primeiro acto do Tannhäuser, de Wagner. Luís II gostava de ser passeado pelo lago no seu barco-concha dourado mas, ao mesmo tempo, queria a sua própria "gruta azul de Capri". Deste modo, foram instalados 24 dínamos e, já no tempo de Luís II, era possível iluminar a grutas com cores que se iam alterando.


Cabana de Hunding
Esta cabana foi inspirada na direcção de Richard Wagner para o Primeiro Acto de Die Walküre. Luís costumava celebrar banquetes germâmicos nesta casa.


Wikipedia_GraceKelly

Ermitério Gurnemanz
Todos os anos na Sexta-Feira Santa o rei Luís II vinha até aqui, para contemplação. Neste dia ele queria poder apreciar um prado florido. Se tal ainda não fosse possível devido à neve, o director do jardim tinha que plantar um para o Rei.


Foto: panoramio_de christophrudolf


Kioske Mourisco
Este edifício foi desenhado pelo arquitecto berlinense Karl von Diebitsch para a Exibição Internacional de Paris em 1867. Luís II queria comprá-lo mas foi ultrapassado pelo rei dos caminhos de ferro Bethel Henry Strousberg. Luís comprou o pavilhão depois da bancarrota de Strousberg. A peça de mobiliário mais chamativa deste edifício é o trono em forma de pavão.


Foto: Flickr.com

Casa Marroquina
Esta casa já havia sido construída em Marrocos para a Exibição Internacional de Viena em 1873. O rei comprou-a em 1878 e fê-la decorar numa via mais Real.




Mais informações no Site Oficial em: Schloss Linderhof

Fontes e fotos: Wikipedia; http://www.schlosslinderhof.de/englisch/park/; http://www.destination-munich.com/schloss-linderhof.html; Panoramio; outros


* Fotos: Net
As fotografias sem indicação dos autores é porque não os consegui identificar. Se forem suas, por favor queiram contactar-me que colocarei imediatamente o seu nome, ou retiro-as se for esse o seu desejo. Não é de maneira nenhuma minha intenção quebrar direitos de autor.

Photographs without the authors’ names are because I could not identify them. If they are yours, please contact me and I will put immediately your name, or remove them, if that is your wish. It is not my intention to break authors rights.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo