domingo, 21 de janeiro de 2018

Cravos Túnicos




Sempre que os vejo lembro-me da casa da minha avó, ela tinha imensos e eles ficavam lindos nos seus canteiros. 




São originários do México, pertencem à família Asteraceae e são conhecidos entre outros nomes populares por: Cravo túnico, Cravo-francês, Cravo de Defunto, Craveiro-de-Tunes, Cravo-da-India , Cravos-Espanhóis (no centro de Portugal) e Cravos-Xaropes ou Cravos-Jaropes no Minho. 





São plantas herbáceas, anuais, que podem atingir uma altura de 30 a 50 cm. Têm caules grossos, não muito longos e muito ramificados, de cor verde escuro. A sua folhagem é densa. As suas flores são vistosas, de tons variados que vão desde o amarelo mais claro ao amarelo dourado e laranja. 




Solo: Devem ser moderadamente secos, com razoável drenagem.

Regas: Regulares. Deve-se evitar solos encharcado e evitar molhar as flores e as folhas para evitar o aparecimento de algumas doenças.

Luz: Devem ser cultivadas à luz solar directa.




Paisagisticamente podem ser utilizadas em canteiros, bordaduras, maciços, floreiras ou vasos.






Texto explicativo: Net
Fotos: Pessoais

Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo