sábado, 6 de janeiro de 2018

Esquilos


A história da Vida na Terra é uma história de extinções, estas extinções naturais ocorrem, no entanto, ao longo de períodos relativamente longos, permitindo a evolução de novas formas de vida. Muitos animais evoluíram e depois extinguiram-se e o seu lugar na natureza é então ocupado por outro grupo de animais. Isto não é o que acontece na actualidade, com a ajuda do Homem!




Penso que é importante ir sempre “passando” a mensagem da importância de preservarmos a Natureza, a vida selvagem, o ambiente, “O nosso magnifico Planeta”.

Hoje vamos conhecer um pouco melhor o: Esquilo




Nome Científico: Eutamias
Ordem: Rodentia ( Roedores )
Família: Sciuridae ( Sciurinae )


Foto: wikipedia_Karakal


Distribuição e Habitat :
Os esquilos estão espalhados por quase todo o mundo, a maioria nas zonas de climas temperado ou tropical, mas também em algumas zonas de clima frio.


Foto: wikipedia-Gilles_Gonthier
 
Foto: Wallpaper


Normalmente vivem em bosques de coníferas e caducifólias (plantas que em determinada época do ano perdem suas folhas). Embora existam espécies que podem ser encontradas no deserto ou na taiga. Para viver nestes lugares, os esquilos passaram por adaptações e desenvolveram estratégias que lhes permitem suportar as temperaturas extremas que caracterizam estas regiões.


Foto: Wallpaper

Foto: Wallpaper


Identificação:
A família dos esquilos, comprende os esquilos arborícolas, terrestres, voadores e as marmotas, entre outros. Dentre os esquilos arborícolas e terrestres há mais de 230 espécies e no grupo dos esquilos voadores estão incluídas 43 espécies conhecidas. O tamanho deste animal é variável, o menor deles é o esquilo pigmeu africano, que mede 13 cm de comprimento. Os maiores são os esquilos gigantes da Ásia, seu comprimento pode chegar a 90 cm.


Foto: wikipedia_JaGa


O esquilo mais comum, o europeu, possui pelagem avermelhada, cauda longa e tem pêlos compridos nas orelhas. A cor é variável de animal para animal e muda com o clima e estações do ano. No Inverno o pêlo é acastanhado com reflexos ruivos, misturado de cinzento no dorso ou na cabeça. O ventre é branco. Tem a visão, olfacto e audição muito apurados.


Foto: wallpaperhi


Hábitos:
Os esquilos arborícolas são animais de hábitos diurnos. Deslocam-se com incrível agilidade pela copas das árvores, correndo e saltando de ramo em ramo com muita facilidade.


Foto: Walpapers


Os seus principais alimentos são as avelãs, nozes e frutas. É muito previdente, pois quando a comida abunda, guarda em buracos das árvores, sob a pedras ou em cavidades que ele próprio escava, alimentos que pode consuumir em períodos de maior escassez, nomeadamente no Inverno. 


Foto: Wikipedia_Dave Foc


Constrói ninhos esféricos na bifurcação dos galhos da copa das árvores, ali dorme e dá à luz a suas crias. Os principais períodos de reprodução ocorrem durante a primavera e no início do verão (duas vezes por ano). A sua gestação varia de 30 a 32 dias, e nascem 2 a 5 filhotes. Os filhotes nascem cegos e sem pêlos. As fêmeas constroem mais de um ninho, assim, se forem incomodadas, podem levar suas crias para outro lugar.


Foto: Wikipedia_J.M.Garg


O esquilo não hiberna mas alterna fases de sono mais longas que o normal, acorda e sai em busca dos seus alimentos. Ao reduzir sua atividade física, reduz sua necessidade de obter alimentos. Pressente as mudanças de tempo, noemadamente, ficando muito inquieto e emitindo um assobio característico, que só emite quando está agitado. Consegue prever as tempestades com 12 horas de antecedência. Assim que o mau tempo começa, recolhe-se à toca.




Os seus principais predadores são as raposas, as aves de rapina e as martas. Às duas primeiras escapa com facilidade, escondendo-se em buracos onmde aqueles não podem penetrar. Mas às martas é mais difícil de escapar, pois são igualmente muito ágeis e velozes, trepando com igual facilidade às árvores


Os esquilos voadores são também esquilos arborícolas, no entanto são uma família com bastantes particularidades. Esta família de esquilos é de hábitos noturnos, tendo para tal olhos grandes e bem desenvolvidos. Os esquilos voadores têm também uma anatomia muito característica, tendo uma membrana de pele que percorre o seu corpo unindo as patas dianteiras às traseiras, o que lhes possibilita fazer voos planados de uma árvore para outra,  direcionando o voo com o auxilio da cauda achatada que funciona como leme. 


Fotos: Net

Os esquilos terrestres são diurnos e fazem túneis debaixo do solo onde constroem os seus ninhos, estando para isso fisicamente adaptados. São animais com patas desenvolvidas para escavar, orelhas pequenas que permitem maior liberdade de movimento nos túneis e, como não necessitam se equilibrar, a cauda é mais curta. A grande maioria das espécies de esquilos terrestres vive em colônias e cada membro do grupo tem um papel a desempenhar, o que faz desse tipo de esquilo o mais inteligente de todos os tipos de esquilo.


Foto: wikipedia_Sri_Lanka_Streifenh

Foto: wallpaper.androlib


Fontes e Fotos: Wikipedia; Portlasaofrancisco; http://www.worldzootoday.com/; treknature; Enciclopédia a Vida Animal; http://www.zoo.pt/; http://www.desktopwallpaperhd.com/; http://www.walldesk.com.br/; http://www.hiren.info/desktop-wallpapers/; http://www.fotopedia.com/; http://www.pcdesktopwallpaper.com/; http://blogs.scientificamerican.com/, http://www.flickr.com/; http://www.pbs.org/wnet/nature/; Burrard-Lucas.com; www.all-wallpapers.net; outros


Foto: www.coolwallpapers.org_desktop-wallpapers


“A Terra provê o suficiente para as necessidades de todos os homens, mas não para a voracidade de todos.” (Mahatma Gandi) .

Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo