domingo, 4 de março de 2018

Açucena - A flor da altivez e elegância




As Acuçenas são as flores que representam a "Tristeza e Angústia" pela falta da pessoa amada. O seu nome derivado do latim significa frescura, brilho e planta de grandes e belas flores.


Foto: Pessoal

Foto: net


Na mitologia grega a Açucena (Amarílis ou flor-da-imperatriz) representa altivez, elegância e graça, e está relacionada ao deus olímpico Apolo, famoso por seu orgulho. Açucena é o nome genérico de várias plantas das famílias das Amarilidáceas e das Liliáceas. A branca está muitas vezes associada à pureza.


Foto: Wikipedia

Foto: wikipedia_Kenpei


Nomes populares: Amarílis, açucena, flor de açucena, flor-da-imperatriz
Nome Científico: Hippeastrum hybridum
Pertence à Família: Amarilidáceas


Foto:Pessoal 

Foto: lilyflowerstore.com 
 
Foto: Pessoal

Em criança a minha avô tinha lindas açucenas brancas espécie Lilium candidum (Madonna Lily).


Foto: www.hdwallpapersb.com

Foto: Pessoal

Sempre associei as açucenas a apenas esta espécie, mas existem cerca de 50 espécies de açucenas, sendo a maior parte originária da América do Sul e muitas nativas do Brasil.


Foto: www.gardenliliums.com.au

Foto: wikipedia_Stan Shebs

Foto: Pessoal

Esse tipo de flor desperta grande interesse para o cultivo ornamental, é uma óptima opção para quem gosta de um jardim bem colorido. Pode ainda ser utilizada em interiores, porém requer boa quantidade de luz.


Foto: sunsetmeadowslilygarden.com


Foto: lilyflowerstore.com

Foto: cowperhill.com

Foto: Pessoal
 
Foto: Pessoal

Planta herbácea, bolbosa, com uma floração vistosa, podendo florir mais do que uma vez por ano. Para isso a planta deve passar por um período de repouso, sem rega nem adubação e num lugar fresco e escuro. A sua folhagem é também bastante ornamental, podendo chegar até 40 cm de altura, em algumas espécies desaparece no Inverno.


Foto: www.freewalpaper.net

Foto: Pessoal

Esta planta foi sujeita a inúmeras hibridações, principalmente pelos holandeses, responsáveis pelo seu melhoramento genético. Possui flores cónicas, grandes, muito belas e de coloração branca, rosa, laranja, salmão ou vermelha. Existem flores multicolores, raiadas ou manchadas. Existem também variedades anãs, de flores pequenas e de flores dobradas.


Foto: 1ms.net


Plantação: Adquirir os bolbos e plantá-los no final do Inverno. Caso se pretenda guardar os bolbos temporariamente antes da plantação, estes devem ser armazenados num local fresco a uma temperatura de cerca de 9 Cº. Plantar em vasos ou floreiras ou em canteiros, enterrando cerca de 2/3 do seu tamanho, deixando a parte superior ou a ponta de fora do substrato. Regar logo de seguida.


Foto: www.hiren.info


Luz: Necessita de boa luminosidade. Evitar o sol directo.


Foto: Pessoal


Floração: 2-3 meses após a plantação. Floresce desde a Primavera até ao princípio do verão. Os bolbos forçados florescem no Inverno.

Temperatura: é uma planta muito sensível ao frío, não suportando temperaturas abaixo de 5-6 Cº. Necessita de calor para a floração. Prefere temperaturas perto dos 20Cº.


Foto: cowperhill.com
Foto: Pessoal

Solos: Leves, frescos, arenosos, bem drenados e ricos em matéria orgânica.

Multiplicação: Semente ou por divisão a partir de bolbos os quais devem ser separados da planta-mãe após o desaparecimento da folhagem. Pode-se também cortar o bolbo em gomos pequenos, plantá-los de seguida, no Outono, em areia.




Rega: Regar com moderação na altura da plantação até ao aparecimento da haste e das folhas. Aumentar a rega na altura da floração. 2 a 3 regas semanais devem ser suficientes. Parar de regar quando as folhas murcharem (período de repouso).

Adubação: Adubar com um fertilizante líquido para plantas de flor, de preferência rico em Ferro e Magnésio, a cada 10-15 días, na altura da floração e do aparecimento das folhas. Adubar até que as folhas murchem por completo para que o bolbo possa acumular reservas para o período de repouso.


Foto: 1ms.net

Foto: 1ms.net

Período de Repouso: Neste período deve-se cortar as flores murchas e a haste floral. Continuar a regar e a adubar até as folhas murcharem para que acumule reservas. Manter a planta num lugar com muita luz. Cortar as folhas quando estas secarem por completo. Manter o bolbo seco, num local fresco e escuro, sem ser necessário retirá-lo da terra. Deve-se substituir a camada superficial do substrato por outro mais fresco.


Foto: 1ms.net

Foto: 1ms.net

Foto: 1ms.net


Trasplante: Transplantar para outro vaso ou floreira a cada 3-4 anos.

Pragas e doenças: Tripés, ácaros, cochonilhas, afídeos, caracóis, lesmas.

Estas belissimas flores são muito apreciadas  pois o seu colorido e charme dão côr e alegria ao local onde se encontram. 


Foto: 1ms.net


Foto: Pessoal

Fontes e Fotos: “Mundodeflores”, “Wikipedia”, PlantasdeInterior”, “JardimdeFlores”, "Jardicentro". Artigos de André M. P. Vasconcelos, Márcia de Nazaré Ribeiro, Patrícia Duarte Paiva (Engenheiros Agrónomos); http://cowperhill.com/; www.bulbsdirect.com; davesgarden.com; www.freewalpaper.net; lilyflowerstore.com; www.hdwallpapersb.com; www.gardenliliums.com.au; outros net

* Fotos: Net
As fotografias sem indicação dos autores é porque não os consegui identificar. Se forem suas, por favor queiram contactar-me que colocarei imediatamente o seu nome, ou retiro-as se for esse o seu desejo. Não é de maneira nenhuma minha intenção quebrar direitos de autor.

Photographs without the authors’ names are because I could not identify them. If they are yours, please contact me and I will put immediately your name, or remove them, if that is your wish. It is not my intention to break authors rights.

Foto: Pessoal


" Determinada flor é, em primeiro lugar, uma renúncia a todas as outras flores. E, no entanto, só com esta condição é bela." (Antoine de Saint-Exupéry)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Topo